segunda-feira, 15 de março de 2010

Desrespeito a vida

Procurando algo que falasse sobre o desrespeito com a criança, encontrei algo bem maior do que o que eu esperava.
O vídeo que encontrei,
é literalmente 'sem palavras'.
Digo 'sem palavras', porque enquanto eu via e ouvia a trilha sonora, um nó se formou na minha garganta, meus olhos embaçaram, e meu peito pareceu encolher a ponto de conseguir caber em uma caixa de fósforos.
Apesar de hoje não 'curtir' rap, em minha adolescência ouvi muito. E sempre ouvi com ouvidos da alma. As letras são tristes e reais. São violentas e reais. São miseráveis e reais. São uma calamidade. E são reais.
Comigo não acontece. E rogo a Deus para que nada de mal aconteça a meu filho.
Com você não acontece.
Com a grande maioria das pessoas que conhecemos não acontece.
Vemos parte da situação de longe. Muito longe e com os vidros fechados.
Mas infelizmente, em muitos lugares, casas, barracos, becos e morros, todos os dias milhares de casos como este são vividos.
O final depende muito de quem não aguentou mais. De quem resolveu dar um basta na situação. De quem resolveu mudar de vida. Ou de quem alcançou a arma primeiro.
Precisamos dar um basta à violência praticada contra a criança.
Mas a pergunta que não quer calar é:
Como?
Como poderemos zelar pela segurança e bem estar destas crianças se estamos tão longe do seu mundo real?

Nenhum comentário:

Postar um comentário